segunda-feira, 16 de abril de 2012

Relacionamentos

Se ambos concordarem em um nível consciente de que o propósito do relacionamento
é criar uma oportunidade, não uma obrigação - uma oportunidade de crescimento;
de expressão plena de suas personalidades; de realizar todo o potencial de suas vidas;
de deixar de lado todos os pensamentos falsos, ou todas as idéias pequenas,
que já tiveram sobre si mesmos e de reconciliação definitiva com Deus através da comunhão
de suas almas... se fizerem este voto em vez dos votos que têm feito até agora,
o relacionamento começará muito bem, com o pé direito. E é um ótimo começo.
Ainda assim não é garantia de sucesso. Se você deseja garantias na vida,
então não deseja a vida. Deseja repetir um roteiro que já foi escrito.
Por natureza, a vida não pode ter garantias, porque isso iria contra todo seu objetivo
– Está certo. Eu entendi. Então agora o meu relacionamento está nesse 'ótimo começo'.
Como faço para mantê-lo assim?
– Saiba e compreenda que haverá desafios e momentos difíceis. Não tente evitá-los.
Aceite-os com gratidão. Considere-os grandes dádivas de Deus; oportunidades gloriosas
de realizar o seu propósito no relacionamento - e na vida.
Nessas ocasiões, tente não ver a sua parceira como o inimigo ou oponente.
De fato, tente não ver ninguém - ou nada - como o inimigo ou até mesmo o problema.
Aperfeiçoe a técnica de ver todos os problemas como oportunidades de Ser, e decidir,
Quem Realmente É!

(Neale Donald Walsch, livro "Conversando com Deus")

Nenhum comentário:

Postar um comentário