domingo, 5 de agosto de 2012

O amor é a poesia dos sentidos.
Ou é sublime, ou não existe.
Quando existe, existe para todo o sempre e aumenta cada vez mais.
(Honoré de Balzac)

Nenhum comentário:

Postar um comentário